10 anos a caminhar pela Rota Vicentina

3 minutos de leitura

Em Maio, os Trilhos Pedestres da Rota Vicentina celebram 10 anos!

A época alta das caminhadas voltou depois de 2 anos de um intervalo a que ninguém ficou alheio. Os trilhos estão cheios de caminhantes felizes, as paisagens estão deslumbrantes, os empresários não têm mãos a medir. Voltamos a respirar de alívio, em nome de uma actividade económica cuja sustentabilidade defendemos desde o início.

Foi há 10 anos que lançámos os primeiros Trilhos Pedestres da Rota Vicentina, o Caminho Histórico e o Trilho dos Pescadores no Alentejo. Um ano depois, lançamos os trilhos do Algarve e desde então muitos outros complementaram esta rede que compreende hoje 750 km, mais do dobro da oferta original.

Orgulhamo-nos de não termos cedido em qualidade, pelo contrário. Acrescentamos Percursos Circulares que, sem o compromisso da linearidade das Grandes Rotas, nos guiam por alguns dos melhores trilhos da região. Acrescentamos o troço Lagos » Cabo de S. Vicente – uma das mais deslumbrantes etapas do Trilho dos Pescadores – que ficou dotado de marcação oficial e material de informação e sensibilização.

A programação da Semana ID, que decorreu no início de Abril, provou que os trilhos têm muitos tesouros escondidos que a comunidade local pode e quer revelar. Haja articulação, promoção, procura!

Mas neste mês de Maio não nos limitamos a celebrar mais um ciclo anual ou sequer desta primeira década. Na Rota Vicentina, assumimos a responsabilidade que nos cabe e voltamos aos trilhos para medir o impacto do projecto, depois de um primeiro retrato pormenorizado feito em 2017.

Quantos caminhantes andam nos trilhos e como se distribuem no espaço e no tempo? Qual o seu perfil e motivação? Quais os padrões de consumo? Qual o impacto global no território? Qual o volume de negócios associado? Quanto fica na região e que parte é referente à economia endógena?

Saber mais sobre acção de monitorização (14 de Maio)

As caminhadas são e serão sempre o foco e o principal atractivo turístico da Rota Vicentina. Mas não temos ilusões: sem as pessoas, sem uma comunidade local coesa, capacitada, consciente, criativa e produtiva, o valor dos trilhos tem os dias contados.

À pergunta “E o futuro, o que nos reserva? Quais a prioridades? Quais os investimentos previstos?” a resposta é simples. 2022 é um ano de reflexão interna.

Vamos debater o modelo de gestão da Rota Vicentina e todos os desafios que impactaram os alicerces do projecto original. Vamos levantar hipóteses, propostas várias, rever pressupostos cimentados e prioridades assumidas. Sem nunca esquecer qualquer das variáveis desta equação que se quer equilibrada: turismo, responsabilidade e comunidade.

Tags:

Marta Cabral

Nasceu em Lisboa no ano de 1975. Na Associação Rota Vicentina assume o papel de Presidente da Direcção. Nos tempos livres, gosta de caminhar, andar de bicicleta, ler, yoga, silêncio e festas!

As nossas sugestões

30 Jan 2023 Aviso Viagens

Algo correu mal? Conte-nos tudo!

Partilhe connosco o problema que encontrou nos trilhos da Rota Vicentina.

Irene Nunes
04 Nov 2022 Artigo Estratégia & Sustentabilidade

Quer ajudar a Associação Rota Vicentina? Faça um donativo!

Pode ajudar a Rota Vicentina com o seu tempo, de forma pontual ou contínua, ou com um contributo financeiro, através de um donativo.

25 Out 2022 Artigo Viagens

Onde comprar mapas e guias da Rota Vicentina?

Está a planear a sua caminhada no Trilho dos Pescadores ou no Caminho Histórico? Saiba onde encontrar os mapas e guias de campo oficiais da Rota Vicentin[...]

10 Out 2022 Aviso Viagens

Aviso aos caminhantes: corte de árvores em S.Martinho das Amoreiras

Há um corte de árvores que dificulta passagem no Percurso Circular S. Martinho das Amoreiras.

Irene Nunes
04 Out 2022 Clipping Viagens

Rota Vicentina no jornal britânico The Guardian

Jornal britânico “The Guardian” destaca Rota Vicentina como um dos melhores destinos de caminhada na Europa.

Beatriz Silvestre
05 Ago 2022 Artigo Comunidade

Na Agenda Rota Vicentina, cabe tudo e mais um par de botas!

A Agenda da Rota Vicentina celebrou 2 anos e neste artigo mostramos tudo o que nela cabe! Spoiler: é mesmo tudo e mais um par de botas!

Delphine Attali

Subscreva à nossa newsletter

Continue a fazer scroll para ver o próximo artigo
01 Mai 2022 Editorial Gestão & Manutenção

Procuramos voluntários para monitorizar a Rota Vicentina

3 minutos de leitura Clique para continuar a ler